Cena do beijo causa uma tremenda polêmica sobre The Last of Us 2 na E3 - 2Geeks

2Geeks


VENHA PARA O LADO GEEK DA FORÇA!

Post Top Ad

Cena do beijo causa uma tremenda polêmica sobre The Last of Us 2 na E3

Share This

Dentre todos os momentos da E3 deste ano, não houve atração capaz de provocar a maior quantidade de emoções do que a Conferência de PlayStation. Após apresentar seus principais títulos como prometido, não houve quem saísse indiferente da apresentação.

Em especial, o trailer que trouxe as primeiras cenas de gameplay de The Last of Us Part II, que vai ficar na memória e na pauta de muitas pessoas nos próximos dias. Mas tinha razão para ter alguma polêmica?

Mas não foi a nostalgia, o apelo visual, a curiosidade aguçada ou mesmo o sempre presente hype que mexeu mais com aqueles que acompanharam a conferência do PlayStation. O grande momento da noite foi a prévia de The Last of Us Part II, uma peça audiovisual que vai ficar na memória por estabelecer personagens, situar seu universo e chacoalhar o jogador sem perder a essência e a alma que fazem uma boa história funcionar.

Com Ellie mais velha e experiente, o trailer nos mostrou dois lados diametralmente opostos de uma mulher destinada a aceitar e controlar seu próprio destino. Misturando sensibilidade (com uma das mais lindas cenas de beijo da história do games) e brutalidade (com o gameplay focado no extremo da luta pela sobrevivência), o game nos levou para um passeio especial e intenso.

Um representante perfeito da lógica de colocar profundidade e alma em seus personagens para ganhar a identificação com o público. No fim das contas, não deveria nem ser necessário falar, mas foi o beijo o motivo de choque e não a violência extrema do jogo, que acabou dividindo o público.

O romance de Ellie com uma outra garota, ao que parece ofende mais que uma cabeça semi-amputada ou vísceras penduradas num cadáver. Mas qual a real intenção da Naughty Dog e de Playstation com decisões criativas como essa? 

Neil Druckmann, diretor criativo do estúdio Naughty Dog, falou sobre as inspirações que levaram ao enredo de The Last of Us, Part II.

"Tem uma série na Netflix chamada The End of the F***ing World, que é tão bem escrita, bem interpretada e excêntrica, e tem sido muito inspiradora para algumas das coisas que estamos fazendo [em The Last of Us 2] -- mais na parte dos diálogos", ele disse. Druckmann lembrou também que a Naughty Dog se inspirou bastante no filme Filhos da Esperança (Children of Men, de 2006, de Alfonso Cuarón) na produção do primeiro game, de 2013.

Druckmann falou sobre como a ideia geral de The Last of Us teve início quando ele criou um projeto para um game de zumbi em uma aula da pós-graduação, com a intenção de apresentá-lo ao cineasta George Romero (criador do clássico do terror A Noite dos Mortos Vivos).

A ideia "misturava ICO com personagens de Sin City" e colocava o jogador na pele de um policial com problemas cardíacos que precisa proteger uma garota. Quando ele começa a passar mal, o jogador passa a controlar a menina, que daí precisa proteger o policial. Romero recusou o projeto, mas a ideia ficou na cabeça de Druckmann e acabou levando à criação de The Last of Us.



Veja a cena que causou toda a polêmica:


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Bottom Ad

Pages