Os inusitados crossovers do Superman

Confira os mais estranhos e inesperados encontros do Homem de Aço com personagens do mundo do entretenimento e da vida real.

Os registros não mentem: o personagem de quadrinhos com mais participações em crossovers – oficiais ou não – com figuras alheias ao seu universo é o Superman. E essa constatação não diz respeito apenas aos famosos encontros do Homem de Aço com os ícones da Marvel Comics.
Em seus quase 80 anos de existência, o último filho de Krypton viveu muitas aventuras ao lado de personalidades do esporte e da História, de estrelas e personagens do cinema, além de criações de outras editoras.
Alguns desses encontros inomináveis figuram hoje dentre as passagens mais bizarras do Superman nos quadrinhos.
Superman_e Pernalonga
Ei, o que é que há, velhinho?
O maior super-herói dos gibis encontra o coelho mais famoso dos desenhos animados! Superman e Pernalonga foram as estrelas da edição de estreia de uma minissérie em quatro partes, na qual os principais personagens Looney Tunes encontram os integrantes da Liga da Justiça.
Lançada em 2000, a série era essencialmente infantil e na linha do humor. A história foi escrita por ninguém menos que Mark Evanier, roteirista das aventuras do impagável Groo, e apresentava o vilão Mxyzptlk como causador da brincadeira que misturou os personagens desses universos tão díspares.
Mas é de se perguntar se isso serviu mais para desagradar aos veteranos fãs de quadrinhos de super-heróis ou para chamar a atenção do público infantil para o gênero.
No currículo do Homem de Aço, ainda há outras parcerias com coelhos. A primeira aconteceu na década de 1940, quando o Capitão Marvel ainda pertencia à Fawcett Comics. Na cidade do mortal mais poderoso da Terra, Superman encontrou Hoppy, o atrapalhado Coelho Marvel.
Superman e Quik
Mais um desses roedores apareceu no caminho do Homem de Aço, em 1982, na primeira edição da HQ Captain Carrot and his amazing Zoo Crew, título próprio do Capitão Cenoura, herói de uma das Terras paralelas da DC pré-Crise nas Infinitas Terras que surgiu em uma história dos Novos Titãs.
O mais estranho encontro com um comedor de cenouras, entretanto, aconteceu em uma HQ promocional lançada pela Nestlé em 1987, na qual o Coelho Quik (aquele dos achocolatados) se une ao herói kryptoniano para enfrentar um supervilão e mostrar às crianças o quanto os produtos com a sua chancela são energéticos e nutritivos.
Monstros das telas
“Terror no espaço! O Homem de Aço, sem seus poderes, cercado pelas mais terríveis criaturas concebidas pelo cinema!”. Essa era a chamada para a minissérie em três partes Super-Homem versus Aliens, publicada no Brasil pela Editora Abril, em 1997.
Escrita e desenhada por Dan Jurgens, a aventura não fugiu dos inevitáveis clichês, incluindo a tentativa de criar uma cópia mal disfarçada de Ellen Ripley, personagem interpretada por Sigourney Weaver na série cinematográfica.
Os personagens voltaram a se encontrar, anos depois, em outra minissérie de qualidade ainda mais duvidosa, publicada aqui pela Mythos.
Superman e Exterminador do Futuro
O Exterminador do Futuro foi outro que mediu forças com o kryptoniano. Além de Sarah e John Connor (os heróis das três produções do cinema), participaram da aventura Supergirl, Aço e Superboy. Só faltou mesmo um robô assassino com a cara de Arnold Schwarzenegger.
No Brasil, o confronto saiu pela Abril em uma edição especial de novembro de 2000.
Dos crossovers com criaturas da tela grande, o melhor foi Superman vs. Predador, minissérie publicada no Brasil em uma única edição pela Abril, em 2001.
No entanto, para fazer valer a pena criar uma história com mais de 140 páginas com um semideus combatendo um simples (embora duro na queda) mortal, novamente o Superman perdeu parte dos poderes e a luta com o outro alienígena se tornou mais equilibrada.
Ainda houve outro encontro entre os dois, na edição especial em que a Liga da Justiça enfrentou o Predador.
Superman e King Kong
Peculiar foi o confronto entre o Homem de Aço e o descomunal gorila King Kong. Na época do remake produzido por Dino De Laurentiis, em 1976, uma empresa de laticínios das Filipinas lançou uma série de cards que vinham impressos nas embalagens de um determinado produto. Completada a coleção, uma história em quadrinhos estaria formada.
Detalhe: a “homenagem” aos dois personagens foi feita sem autorização da DC Comics ou da Paramount Pictures.
Os presidentes
Parece coisa de político que se vale da popularidade de alguém para angariar aceitação ou votos. Seja como for, alguns presidentes dos Estados Unidos já apareceram ao lado do Homem do Amanhã.
Em Action Comics # 663 (1991), Superman volta ao passado e encontra Franklin Roosevelt. O curioso é que, quando o personagem estreou, em 1938, era exatamente aquele o presidente dos Estados Unidos.
A mais emblemática aparição de Roosevelt nos quadrinhos da DC, porém, aconteceu nos anos 1980, em uma aventura na qual o roteirista Roy Thomas explica a razão pela qual a Sociedade da Justiça não conseguiu acabar com a Segunda Guerra na Terra-2: havia uma barreira mística sobre a Europa e os heróis que lá entravam perdiam seus poderes. O Superman daquela dimensão, claro, estava lá.
Superman e John Kennedy
Já em 1986, durante a minissérie Lendas (publicada pela Abril dois anos depois), Ronald Reagan fez algumas aparições significativas para a trama. Em uma delas, discute com o Superman sobre a decisão de impedir os super-heróis de manifestar poderes em público.
Bill Clinton e a primeira-dama Hilary também fizeram uma ponta em uma história que se passava logo após a morte do Superman, nos anos 1990. Eles se pronunciaram à nação norte-americana, louvando os feitos do herói e lamentando seu falecimento.
Foi John Kennedy, entretanto, o presidente que mais contracenou com o Homem de Aço nos quadrinhos. Na HQ Action Comics # 285 (1962), em uma história da Supergirl, até a então primeira-dama Jaqueline Onassis e o vice-presidente Lyndon Johnson deram as caras.
Kennedy chegou a ser o personagem principal da aventura que seria publicada em Superman # 168 (1964), na qual pedia a ajuda do Superman para conclamar os jovens norte-americanos a aderir ao seu Programa Presidencial de Aptidão Física.
Devido ao assassinato do presidente, a DC não publicou a história naquela edição. Mas, a pedido de Lyndon Johnson, que assumiu a presidência dos Estados Unidos logo após a tragédia, a aventura foi publicada em Superman # 170, como um tributo ao seu antecessor. A arte original dessa HQ se encontra até hoje exposta no Museu Kennedy.
Superman e Hitler
Em meados da década de 1980, em uma série de aventuras de Clark Kent como adolescente dos anos 1960, o presidente voltou aos quadrinhos da DC. Dessa vez, encontrando-se com o alter ego do Superman.
John Kennedy levou consigo para o túmulo uma informação cobiçada por muitos: a identidade secreta do Homem de Aço. No Universo DC, ele continua sendo o único presidente dos EUA para o qual esse segredo foi revelado.
Também valem ser lembrados, dentre os mandatários de uma nação a conhecer “pessoalmente” o Superman, os ditadores Hitler, da Alemanha, e Hiroito, do Japão. Nas ocasiões em que estiveram frente a frente com o herói, nos gibis da época da Segunda Guerra, eles não só levaram bordoadas certeiras como foram colocados em situações bastante humilhantes.
Celebridades
Outras personalidades da vida real podem se vangloriar de já terem sido parceiros de aventuras do Superman.
Dentre elas está a lenda viva do boxe mundial Muhammad Ali. O combate entre os dois mereceu uma edição especial gigante nos Estados Unidos, publicada no Brasil pela Ebal no mesmo formato, em 1979, e num álbum de luxo (com direito a capa dura) pela Panini, em 2011.
Superman e Muhammad Ali
O célebre comediante norte-americano Jerry Lewis também protagonizou uma história em quadrinhos ao lado do Homem de Aço. Neste caso, porém, o maior dos super-heróis foi um mero convidado da HQ de Lewis, publicada com sucesso durante mais de duas décadas. Batman, Mulher-Maravilha e Flash foram outros personagens da DC que já participaram do gibi.
Ho, ho, ho!
Embora um crossover entre Superman e He-Man não seja recebido com estranheza nos dias atuais, isso foi algo bastante esquisito em 1982.
Naquela época, o campeão de Etérnia era um simples boneco fabricado pela Mattel que batia recordes de vendas nos Estados Unidos. Se o sucesso do desenho animado que surgiria pouco depois dependesse da qualidade dessa HQ, entretanto, o personagem jamais teria corrido o mundo e arregimentado milhares de fãs.
Superman e Papai Noel
Mas nada supera o bizarro encontro do Homem de Aço com o… Papai Noel! Como se não bastasse a constrangedora imagem da capa de Action Comics # 105 (1947), em que o bom velhinho recebe ajuda do super-herói para desentalar sua grande barriga de uma chaminé, os dois protagonizaram uma aventura natalina com a infantilidade característica da Era de Ouro.
Na HQ, o Superman ajuda o Papai Noel a distribuir os presentes e ainda faz as vezes de rena carregando sozinho o trenó.
Agora faça suas preces, pois a qualquer momento algum desses encontros grotescos pode ganhar as páginas de uma HQ e chegar às suas mãos. Afinal, quem não quer aparecer ao lado do Homem de Aço?


FONTE: Universo HQ
Próxima
« Anterior
Anterior
Próxima »