Smoking Snakes: uma homenagem à FEB vinda da Suécia!


Vivemos  tempos  surpreendentes,  onde  a  tecnologia  de comunicação
realmente transformou o mundo numa só aldeia, e
onde o conhecimento ultrapassa fronteiras com a rapidez de um
sinal de luz trafegando numa fibra óptica.

Sou muito feliz em ver que após as décadas de descaso e esquecimento,
os nossos veteranos ganharam finalmente uma boa parcela do reconhecimento merecido,
graças a uma geração de jovens que aprendeu a enaltecer e apreciar os feitos daqueles
homens simples enviados para combate na Europa.


Mas confesso que nunca imaginaria, até alguns anos atrás, que nossa
Força Expedicionária Brasileira pudesse ganhar uma homenagem tão
legal vinda de um lugar tão improvável quanto a Suécia!

Pois é isso mesmo.
A banda sueca de heavy metal Sabaton, criada em 1999 e comandada pelo vocalista Joakim Brodén, assim fez em seu sétimo álbum, “Heroes”.

E a terceira faixa chama-se “Smoking Snakes”, música cuja letra homenageia
os  soldados  brasileiros  que  combateram  na  Segunda  Guerra Mundial – com direito a refrão em português!



A Sabaton tradicionalmente explora temas baseados em guerras e batalhas históricas, com bastante conteúdo referente às duas guerras  mundiais. 

Com  “Heroes”,  a  banda  revelou  dez composições baseadas exclusivamente na Segunda Guerra.

Confira a música com legenda em português, e se prepare para um serious headbanging:



Na realidade a música homenageia os três heróis brasileiros do 11º Regimento de Infantaria que resistiram em uma colina até o fim contra as tropas alemães, durante os combates em Montese.

Geraldo Baêta da Cruz, 28 anos, natural de Entre Rios de Minas,
Arlindo Lúcio da Silva, de 25, de São João del Rey, e
Geraldo Rodrigues de Souza, de 26, de Rio Preto, na Zona da Mata,
que morreram como heróis na cidade italiana de Montese, onde ocorreu uma das mais sangrentas batalhas do conflito mundial com a participação da FEB.


Texto abaixo retirado de:

http://chicomiranda.wordpress.com/.../tres-herois.../

De acordo com os registros, os três pracinhas integravam uma patrulha do 11º RI de São João del Rey que teve como esforço principal o combate em montanhas com densos campos de minas e sob o fogo cerrado das metralhadoras alemãs.

Em Montese, a tenacidade,  o  ardor  combativo  e  as  qualidades  morais  e profissionais dos brasileiros foram demonstradas em seu raro espírito ofensivo, sob os fogos da Infantaria e Artilharia do Inimigo, transpondo caminhos desenfiados, neutralizando campos minados,  assegurando  posteriormente,  para  a  Divisão Brasileira, a posse definitiva dessa importante posição alemã dentro do contexto da Guerra.

Em uma dessas incursões, os pracinhas mineiros se viram frente a frente com uma companhia alemã composta de aproximadamente 100 homens.
Era 14 de abril de 1945.
Eles receberam ordens para se render, mas continuaram em combate até ficarem sem munição e serem mortos.
O detalhe é que, em vez da vala comum, mereceram as honras especiais  do  Exército  alemão. 
Admirado  com  a  coragem  e resistência do trio, o comandante nazista mandou enterrá-los e colocar, sobre a cova, uma cruz e placa com a inscrição:
“Drei Brasilianische Helden” ou “Três Heróis Brasileiros”.

Terminada a  guerra,  seus  restos  mortais  foram  trasladados  para  o Cemitério de Pistoia, na Itália, e depois para o Monumento aos Pracinhas, no Aterro do Flamengo, Rio de Janeiro/RJ.







Mereceram as condecorações:

 Medalha de Campanha (participaçãona guerra),
 Medalha de Sangue do Brasil (quando há ferimento) e
 Cruz de Combate (feitos de destaque).







Confira a letra de “Smoking Snakes”:


  

 Smoking Snakes

We remember, no surrender
Heroes of our century

3 Men stood strong, and they held out for long
Going into the fight, to their death that awaits
Crazy or brave, will it end in the grave?
As they're giving their lives
As their honor dictates

Far, far from home, to a war
Fought on foreign soil and
Far, far from known, tell their tale
Their forgotten story
Cobras fumantes, eterna é sua vitória

Rise from the blood of your heroes
You, were the ones who refused to surrender
The 3, rather died than to flee
Know that your memory
Will be sung for a century

3 Took the blow, while impressing their foe
Throwing dice, with their lives
As they're paying the price
Sent to raise hell, hear the toll of the bell
It is calling for you as the wehrmacht devised

Far, far from home, to a war
Fought on foreign soil and
Far, far from known, tell their tale
Their forgotten story
Cobras fumantes, eterna é sua vitória

Rise from the blood of your heroes
You, were the ones who refused to surrender
The 3, rather died than to flee
Know that your memory
Will be sung for a century

Sent over seas to be cast into fire
Fought for a purpose with pride and desire
Blood of the brave they would give to inspire
Cobras fumantes, your memory lives!

Sent over seas to be cast into fire
Fought for a purpose with pride and desire
Blood of the brave they would give to inspire
Cobras fumantes, your memory lives!

Cobras fumantes, eterna é sua vitória

Rise from the blood of your heroes
You, were the ones who refused to surrender
The 3, rather died than to flee
Know that your memory
Will be sung for a century


 
Cobras Fumantes

Lembramo-nos, sem rendição
Os heróis de nosso século

3 homens foram fortes, e eles mantiveram-se por muito tempo
Indo para a luta, para a morte que os espera
Louco ou corajoso, isso vai acabar na sepultura?
Assim eles estão dando suas vidas
Como seus ditames da honra


Longe, longe de casa, para uma guerra
Lutam em solo estrangeiro e
Longe, no desconhecido, contem seu conto
Sua história esquecida
Cobras fumantes, eterna é sua vitória

Ergam-se do sangue dos seus heróis
Vocês, foram os únicos que se recusaram a se render
Os 3, escolheram morrer ao invés de fugir
Saibam que a sua memória
Será cantada por um século

Os 3 levaram um golpe, ao impressionar seu inimigo
Jogando dados, com suas vidas
Por isso eles estão pagando o preço
Enviados para elevar o inferno, ao ouvir o toque dos sinos
Ele está chamando por você como a Wehrmacht imaginou

Longe, longe de casa, para uma guerra
Lutam em solo estrangeiro e
Longe, no desconhecido, contem seu conto
Sua história esquecida
Cobras fumantes, eterna é sua vitória

Ergam-se do sangue dos seus heróis
Vocês, foram os únicos que se recusaram a se render
Os 3, escolheram morrer ao invés de fugir
Saibam que a sua memória
Será cantada por um século

Enviado ao longo do mar, ser lançado no fogo
Lutaram por um propósito com orgulho e desejo
O sangue dos bravos que dariam para inspirar
Cobras fumantes, sua memória vive!

Enviado ao longo do mar, ser lançado no fogo
Lutaram por um propósito com orgulho e desejo
O sangue dos bravos que dariam para inspirar
Cobras fumantes, sua memória vive!


Cobras fumantes, eterna é sua vitória

Ergam-se do sangue dos seus heróis
Vocês, foram os únicos que se recusaram a se render
Os 3, escolheram morrer ao invés de fugir
Saibam que a sua memória
Será cantada por um século


FONTE: http://www.defesaaereanaval.com.br
Próxima
« Anterior
Anterior
Próxima »